terça-feira, 1 de maio de 2012

consigo soltar um pouco do medo
passo a desfrutar a preciosa oportunidade de viver
com o coração aberto
capaz de sentir a textura de cada experiência
no tempo de cada uma

Um comentário:

Luis disse...

Viva!