segunda-feira, 9 de março de 2009

nossa noite


não que eu tenha medo de escuro
de monstros embaixo da cama
nada disso
mas me acostumei a dormir com você
e custo a dormir quando não tenho
o teu respirar ao meu lado
como se tua respiração
me servisse de música de ninar
basta o teu cheiro
impregnado no silêncio da nossa noite

2 comentários:

luis disse...

Que lindo!
Voce é uma grande poeta!

lima disse...

Querida Ramalho, parabéns! Hoje é dia dos poetas! Continue inundada de luz para recarregar outras pessoas.
Beijos, Lima