sexta-feira, 13 de junho de 2008

Leveza

uma leve turbulência pela manhã

logo irá desaparecer para dar lugar
ao mais leve de todos os sorrisos

logo o sol vai se abrir

em seus braços um amor calmo e sereno
em sua boca o gosto da saudade louca
em seu olhar os olhos de uma águia
em seu corpo o poço da nova descoberta

uma semana com dias belos

3 comentários:

JuJu disse...

Traduzindo sentimentos, Jaque.... meus também? rsrs
Lindo.

Anônimo disse...

poema lindo, jaque
cheio de esperança e de amor.
A gente sente a leveza!
parabens. Luisa

viviane disse...

Jaque,
achei lindo, tudo, sensível, como vc.
As fotos são tem um cheiro de saudade q me emocionou, quando vi lembrei de um tempo feliz.