quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Afago

Manuseia-me
com cuidado, meu bem.
Hoje eu quero
ser frágil.

Porque o mundo lá fora
é aflição, amor.
Hoje eu só quero
o afago da sua mão
- compaixão.

3 comentários:

Fernanda disse...

Muito lindo! De vez em quando tambem fico querendo um afago...
Beijos e seja feliz!
Gostei muito do teu blog.
Fernanda Miranda

Anônimo disse...

Pura fragilidade e necessidade de apoio!
Quantas vezes queremos apenas isso: voltar a ser aquela criança que num simples sinal a mãe está lá amparando e nos deixando seguras o bastante para em um instante tudo se acalmar em nossa alma.
Não sei se eu poderia fazer isso por você, entretanto lembre-se de que sempre pode contar comigo.
Fernanda Cordeiro

Anônimo disse...

Acréscimo ao meu comentário anterior: Não dá para competir com um AMOR a nos afagar, só queria te deixar meu apoio nas horas em que necessitar de uma amiga.
Fernanda Cordeiro